Como montar um negócio de sucesso?

Conheça as principais dicas que vão te ajudar a tirar uma ideia do papel

Ter ideias para novos negócios é a expertise máxima do brasileiro: todo mundo tem um projeto, já pensou seriamente em ser empreendedor, acha que sabe fazer alguma coisa que daria certo no mercado. 

Montar um negócio de sucesso

Mas aí vem aquela avalanche de informações que você já conhece: a maioria das empresas não resiste aos primeiros dois anos de existência, o Brasil não é um país amigável para o empresário, a crise está chegando ou a crise está partindo - sempre há uma crise econômica instalada. O cenário atual, então, é bastante desanimador mesmo - temos a pandemia caminhando junto conosco no ano de 2020 - e quem sabe ao certo como será o próximo ano?

Então, como já é clichê, vamos dizer para você: é na crise que nascem as oportunidades. Não sabemos exatamente o que você está tramando para investir seu tempo e seu dinheiro, além das suas esperanças é claro, mas podemos te ajudar com alguns atalhos para que o seu negócio seja viável e tenha boas chances de deslanchar. Vamos juntos?!

Como montar um negócio de sucesso em cinco etapas - Pequenas e Médias Empresas (PME):


1 - Planeje o que quer fazer e pesquise sobre o mercado:


se você está começando um negócio do zero, verifique a aceitação do seu produto ou serviço consultando potenciais clientes. Aproveite para definir claramente o que será oferecido e como chegará no cliente. 

Uma boa dica é ter um software de gerenciamento de negócios, afinal ajudaria muito em seu empreendimento e evitaria erros iniciais. 

2 - Conheça o ambiente em que instalará sua empresa:


é importante saber se há outros que oferecem os mesmo serviços, e se você dispondo de CNPJ alcançará outros clientes.

3 - Saiba o valor do investimento e o tempo de retorno:


faça um plano de negócios para ter certeza do planejamento financeiro, porque o capital investido deve retornar para você em um tempo razoável para que valha mesmo a pena este movimento todo.

4 - Teste!


Entregue seus produtos ou serviços antes de montar a empresa em troca de informações dos clientes: peça que lhe dêem feedback sincero e que apontem se comprariam o que você oferece pelo preço que está prevendo.

5 - Seja responsável e abra um negócio legal:


tenha em dia a documentação da sua empresa, o Alvará de Funcionamento, e todos os requisitos legais. Este é um dos passaportes para o sucesso: poder dar visibilidade sem medo da fiscalização.


Definição é o caminho inicial para a realização:
saiba o tipo de empresa e de negócio que você quer montar


Digamos que no seu sonho tenha uma pequena fabricação caseira de geleias. Você adora as panelas, se entende muito bem com os sabores e a família e amigos já lhe garantiram que o alvo é certeiro.

Na hora de transformar a prática caseira em negócio, cabe pensar justamente sobre questões que você não precisava se preocupar quando cozinhava para o consumo próprio:

  • Afinal, quanto de gás se utiliza para que a geleia fique pronta?
  • É seguro cortar as frutas sem utilizar luvas?
  • O tanto de açúcar que você costuma colocar agradará a maioria dos paladares?

Neste exemplo simples podemos verificar diversas questões que aparecem no planejamento, por isso mesmo ele é essencial para que não se desperdice os esforços em empresas que, por desconhecimento do mercado e das boas práticas, acabam por não ir adiante.

Mais além, mesmo conhecendo muitos pormenores do próprio negócio, você ainda precisará saber muitas informações sobre a formação da empresa em si: qual o melhor tipo de empresa para abrir, no seu caso? Que faturamento você está pretendendo e em qual enquadramento poderá ficar?

O bom é que para este tipo de questões você pode contar com a ajuda de quem faz isso cotidianamente, especialmente os contadores. Desta forma, uma parte das dificuldades de dar início ao seu negócio pode ser reduzida.

Mercado: nunca adivinhe o que te espera, saiba!


Um sonho de muitos brasileiros também é criar uma empresa para prestar seus serviços como profissional liberal ou mesmo para as atividades que antes atendia como autônomo - e muita gente fica na dúvida se vale a pena.

Um advogado que já atua há algum tempo no mercado conhece relativamente bem a clientela que pode atender como Pessoa Física, mas será que já avaliou as possibilidades que podem se abrir com a prestação dos serviços como Pessoa Jurídica?

Há casos para advocacia, medicina, profissionais da área de tecnologia, e muitos outros, onde montar uma empresa acaba por abrir um novo mercado - a contratação do profissional fica facilitada para outras empresas, que terão relação diretamente entre Pessoas Jurídicas. Vale a pena investigar se esse é o seu caso - talvez esteja na hora de ser empresário mesmo.

Dinheiro: quanto custa abrir o meu negócio?


Como falamos antes, muitas coisas mudam conforme o tamanho que você planeja que terá sua empresa. Calma, a gente sabe que você quer que ela seja grande e tenha milhões de funcionários - mas a maioria delas começa pequena. E no Brasil, especificamente, começar pequeno é bom porque a gente recebe uma série de vantagens.

Para começar, abrir uma empresa que se enquadre no Simples Nacional (onde você poderá ter faturamento anual de até R$ 4,8 milhões) é mais barato, e o menor tipo de empresa disponível, o MEI (Microempreendedor Individual) tem abertura gratuita!

Então, se você está neste passo de saber qual o valor que terá de investir para ter o seu negócio, verifique antes o tipo de empresa e o enquadramento que fará para a tributação.

Outra questão a ser pensada é quanto de recurso será investido efetivamente na implantação do negócio. Muitos negócios, como aquele escritório de advocacia que mencionamos, não tem custos relevantes porque o trabalho é intelectual então depende basicamente do profissional, mas tudo deve ser levado em consideração: aluguéis, equipamentos de informática, maquinário, matéria prima… A lista pode ser longa e você deve ter cuidado em revisar este levantamento para ter segurança no resultado desta conta.

Com estes dados você poderá calcular, basicamente, o que todo o empreendedor precisa saber: o total de investimento voltará para a sua mão em quanto tempo, considerando os preços que você pretende praticar e o volume de negócios que pretende fazer a cada período? Para responder isso com mais transparência, busque ferramentas disponíveis de plano de negócios - elas te ajudarão a dar uma resposta consistente a essa pergunta.

Colocando a prova a sua ideia: os testes iniciais da empresa.


Se você está começando um negócio do zero, realmente é importante verificar se a sua intuição como empreendedor está de acordo com a receptividade do mercado.

Quando são produtos alimentícios, parece haver uma facilidade maior de encarar esta parte da testagem: todo mundo quer provar a sua guloseima e te dizer o que achou (embora você precise de gente muito sincera neste momento, e talvez os amigos não sejam a melhor opção).

Mas e um negócio do tipo de serviços, dá pra testar? Acreditamos que sim. Um fotógrafo, por exemplo, não vai dar o passo de abrir uma empresa sem ter um bom portfólio para apresentar aos futuros clientes - então ele pode aproveitar esse momento de testes para proporcionar belas imagens a clientes com descontos, em troca de uma bom feedback dos serviços e dos valores que estão sendo propostos.

O mesmo vale para qualquer tipo de profissional, desde o pedreiro até o programador. É possível oferecer os serviços em troca de informação: e este é o momento de fazer isso, e garantir o sucesso no futuro.

Legalize: abra sua empresa corretamente e tenha segurança nos negócios


Você já planejou, pesquisou, testou… Com segurança de que vai dar o passo correto, vá em frente e abra a empresa. Para emitir seu CNPJ, você deve cumprir algumas etapas - e em alguns casos pode até fazer isso você mesmo.

É um momento importante, que pede atenção e cuidados. A definição de alguns detalhes na etapa de abertura da empresa pode lhe oferecer vantagens, inclusive econômicas, por isso merece ser muito bem feita. Se você não se sentir seguro em tomar esse caminho sozinho, contrate uma consultoria em contabilidade e mantenha o foco nas atividades que você domina.

Ter a empresa montada de acordo com a legislação vigente é muito importante para que o sucesso possa chegar: afinal, quando você quiser dar visibilidade ao negócio, vai estar tranquilo porque está tudo em dia.

Dica bônus: 

Invista na identidade visual, esse é um ponto indispensável, investir numa identidade visual e depois registrá-la no INPI é um dos requisitos fundamentais na abertura de uma empresa. Convenhamos esse requisito é muito simples de cumprir não é mesmo? Você consegue contratar um freelance web designer sem sair de casa, basta fazer uma pesquisa no Google e encontrarás um freelance web designer de qualidade.
Postagem Anterior Próxima Postagem