Fatal Frame: Maiden of Black Water – produtor garante que esse remaster vai te arrepiar!

Em 2021 chegamos a 20 anos da famosa franquia de terror da Koei Tecmo, Fatal Frame. E para comemorar, Keisuke Kikuchi, que trabalha com a produção dessa franquia desde o primeiro game, resolveu que era chegada a hora da remasterização de um dos seus jogos favoritos, trazendo assim Fatal Frame: Maiden of Black Water a todos os consoles da atual geração, com lançamento em 28 de Outubro de 2021, próximo ao Halloween.

Seguido de risos, Kikuchi diz que chegou o momento da geração atual de jogadores se assustarem na geração atual de consoles. Segundo ele, cada jogador terá a experiência de se arrepiar através dos olhos de uma personagem que não enxerga apenas os mortos, mas também suas horríveis memórias.

A seguir, traremos um pouco mais do que Kikuchi disse em entrevista a desenvolvedora Koei Tecmo, falando mais sobre o jogo, a captura de espíritos e porque não devemos jogá-lo no escuro.

Qual a diferença de Fatal Frame para os demais jogos de terror existentes?

Fatal Frame se caracteriza principalmente por “apelar” a sua imaginação para causar terror, como nos momentos em que o game dá ao jogador a nítida sensação de que um fantasma aparecerá, mas ele não aparece, passando assim uma tensão ao jogador, onde até em momentos em que “nada acontece” será algo assustador. Utilizamos bastante dessa característica através dos sons no jogo, onde ao restringir a quantidade de informação que o jogador possui em seu campo de visão ele precisará se atentar aos sons que estão acontecendo ao seu redor. Assim, estimulamos sua imaginação, como um belo filme de terror japonês pede.

A segunda característica principal seria a arma que a personagem principal utiliza, chamada Câmera Obscura. Com ela colocamos um dilema assustador ao jogador, o obrigando a chegar próximo demais dos perigos para que assim tire uma foto e continue a sua caminhada no jogo.

Qual a história de Maiden of Black Water?

O jogo se passa em Monte Hikami, cenário conhecido por “acolher a morte”. Nossa personagem principal tem a habilidade de enxergar os mortos, assim como sua memória e pensamento. Devido ao seu trabalho, ela viaja até Monte Hikami na intenção de auxiliar na busca de alguém desaparecido. 

Ao mesmo tempo a trama nos apresenta mais 2 personagens, Ren Hojo, escritor que pesquisa sobre uma tradição de se fotografar após a morte e Miu Hanasaki, jovem que descobre uma pista que pode ser de ajuda para localizar sua mãe que está desaparecida. Esses dois personagens também viajam para o Monte Hikami e, junto com a protagonista, terão contato com casamento de fantasma, desaparecimento e todo ritual e mistério que cerca o Monte Hikami.

Como o jogador consegue derrotar os fantasmas?

O jogador precisa tirar foto do fantasma e assim causar dano nele, tudo isso através da Câmera Obscura. Ela serve para retirar o poder espiritual do fantasma, sendo assim capaz de selá-lo. 

Quanto mais próxima for a foto do fantasma, maior será o dano causado. Também existem momentos específicos que causam um ataque especial, além de podermos tirar fotos do fantasma mostrando o seu rosto ou seu ponto fraco naquele enquadramento, ocasionando assim um dano maior.

As fotografias são importantes de alguma outra maneira em Fatal Frame?

Como já foi dito, podemos utilizar a Câmera Obscura para espantar um fantasma através da foto, mas também é permitido ao jogador que utilize uma foto para encontrar pistas, ao fotografar algum pensamento que foi deixado para trás.

Alguns fantasmas errantes ficam vagando pelo mapa e o jogador pode gravá-los com a câmera, ajudando assim nas explorações.

Na sua opinião, o que mais assusta em Fatal Frame: Maiden of Black Water?

O que pensamos durante o desenvolvimento do jogo foi em condensar tudo o que era lugar famoso e mal-assombrado no Japão em um único local, o Monte Hikami. Esperamos que toda a sensação de realismo que pusemos nessa localização possa ser aproveitada por cada jogador, controlando a personagem principal e explorando todos os cenários, tendo assim uma experiência de medo que só os videogames podem proporcionar.

Então você acredita que o jogador deve aproveitar esse jogo com as luzes de casa acesas?

A recomendação da direção é para o jogador utilizar um fone de ouvido e jogar num ambiente escuro, o que eu acho assustador. Minha sensação é a de que jogar esse jogo com a luz acessa será a melhor experiência para o jogador.

Acredito também que se o jogador é daqueles que se assusta facilmente com outros jogos de terror, ele deve procurar estar acompanhado ao jogar Fatal Frame: Maiden of Black Water.

Para finalizar, espero que todos possam escolher qual a melhor forma de jogar e, é claro, que levem muitos sustos e se divirtam jogando!

Fatal Frame