Tratamento ortodôntico: como o plano odontológico contribui com o procedimento

O tratamento ortodôntico é um cuidado tido por muitos como uma intervenção inerentemente estética e, ainda que realmente tenha um impacto importante na aparência do sorriso, esse é um cuidado capaz de devolver a funcionalidade e a saúde da mordida.

Isso porque, os profissionais ortodontistas utilizam desta técnica para realizar a correção do posicionamento dos dentes, da formação óssea e da configuração da mandíbula e das estruturas maxilares.

Assim, esse tratamento é indicado para os pacientes que sofrem com problemas com:

  • Formação estrutural das arcadas dentárias;
  • Alinhamento dos dentes;
  • Torção das unidades dentais;
  • Má oclusão;
  • Diastemas excessivos;
  • Apinhamento dentário, entre outros.

Todas essas correções podem ser feitas com o auxílio do uso do aparelho ortodôntico fixo ou móvel, que efetuaram uma força mecânica sobre os ligamentos periodontais, permitindo que os dentes sejam reposicionados em outros locais e os ossos faciais se adaptem a essa mudança.

Deste modo, os médicos são capazes de recuperar a funcionalidade da mordida, melhorar a qualidade da mastigação, aperfeiçoar a dicção, remover a pressão excessiva da articulação temporomandibular e ainda proporcionar uma otimização cosmética.

Quais são as etapas necessárias para a correção estrutural

O tratamento ortodôntico exige uma série de procedimentos e exames que permitem a realização de uma correção efetiva das estruturas orais.

No entanto, é muito importante que cada uma destas etapas seja devidamente realizada para que sejam evitados erros e para que os dentes não voltem à posição original.

Por isso, o primeiro passo é o diagnóstico formal. Isso é feito durante a primeira consulta com um profissional ortodontista e envolve o exame clínico, solicitação de exames, avaliação sobre a saúde geral dos pacientes e a confecção de um plano de ação.

Em seguida é realizada a instalação do aparelho. Além da confecção do acessório em si, serão necessários exames adicionais e fotos do perfil dos pacientes, que auxiliam no acompanhamento e monitoramento das mudanças feitas.

A primeira medida a ser corrigida é o alinhamento e nivelamento das arcadas, depois serão feitas as correções necessárias por meio da movimentação dental e, em seguida, deve ser feita a finalização com o uso de elásticos e acessórios adicionais.

Por último, mas não menos importante, é necessário a confecção de um aparelho de contenção para garantir que os resultados não sejam perdidos e os dentes voltem para a posição original.

Neste estágio as consultas ficam menos frequentes, mas devem ser realizadas com regularidade.

Devido a quantidade de exames, procedimentos e ajustes, é muito importante que os pacientes saibam como funciona o plano odontologico da empresa – ou qualquer outro tipo de assistência dentária – para auxiliar com os custos e com a qualidade do tratamento.

Vantagens de utilizar o plano odontológico durante cuidado ortodôntico

A procura por planos odontológicos têm aumentado substancialmente nos últimos anos, sendo que apenas no primeiro trimestre de 2021, o número de brasileiros que possuíam esse tipo de assistência médica chegou à marca de 28,1 milhões.

Essa é uma tendência que promete se manter por muito tempo. Até porque, cada vez mais as pessoas têm se preocupado com a qualidade do sorriso e com a saúde dos dentes. Isso faz com que o acompanhamento odontológico se torne uma das prioridades.

Não é para menos, o investimento em um convênio dentário apresenta inúmeros benefícios para os pacientes, principalmente para quem precisa do tratamento ortodôntico, como por exemplo:

1. Acesso a profissionais qualificados

A contratação de uma operadora de assistência odontológica deixa os pacientes em contato com uma rede credenciada de profissionais e consultórios capacitados e experientes, que prometem um cuidado completo, realizando o tratamento ortodôntico da melhor forma.

Além disso, como esses profissionais estão mais próximos da casa, trabalho ou escola dos titulares do plano, a realização de consultas é mais facilitada e confortável.

2. Redução dos custos

Atualmente existem diversas empresas que oferecem um plano odontologico empresarial preços bastante acessíveis para todos os pacientes.

O custo-benefício costuma ser bastante vantajoso, afinal com um preço mensal fixo você passa a ter acesso a diversos tipos de tratamentos e exames. Isso permite uma redução importante no custo total do tratamento ortodôntico.

3. Garantia do atendimento emergencial

Além desse tipo de tratamento, por ser regulamentado pela a ANS, o plano odontologico empresarial disponibiliza diversos procedimentos obrigatórios que visam a manutenção da saúde dos dentes e de toda a cavidade bucal.

Entre esses atendimentos assegurados estão as consultas emergenciais. Esse tipo de serviço é particularmente importante para quem possui o aparelho dentário porque, não raramente, as quebras podem causar feridas e incômodos intensos.

Por isso, o atendimento imediato em qualquer hospital ou clínica é crucial para resolver determinados problemas ou imprevistos.

4. Cobertura de exames e da documentação

Como dito anteriormente, os procedimentos relacionados com a ortodontia exigem muitos exames prévios e durante o tratamento. Nestes casos, o plano odontologico para mei também pode ser um alívio importante para as pessoas.

Isso porque, esses serviços também podem incluir a documentação inicial no plano de procedimentos, fazendo com que os pacientes não precisem se preocupar com a realização de nenhum tipo de exame ou com os custos desses procedimentos.

5. Realização de tratamentos preventivos

Muitas vezes, o uso do aparelho fixo pode causar problemas com a higienização, o uso do fio dental e a saúde geral das gengivas e dos dentes. Isso pode fazer com que o aparecimento de doenças seja mais comum, como a gengivite e as cáries.

No entanto, com o auxílio de um plano odonto empresarial, os pacientes podem fazer limpezas profissionais mais regulares e o diagnóstico e tratamento de condições patológicas de forma prematura.

Tratamento ortodôntico