Quais os principais ingredientes da cerveja?

Você adora cerveja, mas não sabe bem quais são os principais ingredientes e modo de preparo desta bebida? Veja como é o processo!

principais ingredientes da cerveja

O Brasil é famoso por ser o berço da caipirinha, drink tradicionalmente feito com pinga, limão e açúcar. Contudo, também é possível encontrar versões com vodka e diversas outras frutas (como maracujá, kiwi, cajá, entre outras).

Porém, todos sabem que a cerveja é a bebida mais consumida no país. Dados do Euromonitor apontam que o volume de vendas de cerveja no Brasil atingiu 13,3 bilhões de litros em 2020 — o maior dos últimos 6 anos.

Assim, a cerveja é uma das bebidas queridinhas pelos brasileiros. Mas nem todo mundo sabe quais são os principais ingredientes dessa bebida e nem como ela é preparada. A seguir, confira como é esse processo.

Malte


Esse é o ingrediente mais conhecido da cerveja, mas não o único. O malte são os grãos utilizados na composição da cerveja — os grãos da cerveja são os mais comuns no Brasil, mas esse ingrediente pode ter outras origens, como o trigo e o centeio.

Vale mencionar que o malte não nasce pronto: o cereal é transformado no malte utilizado para produzir a cerveja através de um processo conhecido como malteação — ou uma germinação controlada da cevada para que seus açúcares fiquem mais disponíveis.

Esses açúcares vão servir como alimento para as leveduras (oriundas do fungo Saccharomyces cerevisiae) para a fermentação desta bebida. O que confere diferentes tonalidades e sabores para a cerveja é o modo de secagem do malte.

Lúpulo


Popularmente, esse ingrediente é conhecido como o “tempero da cerveja”. O Brasil não é considerado um grande produtor de lúpulo, já que essa planta é típica de climas frios.

O lúpulo é o responsável pela intensidade do amargor e aroma da cerveja, bem como a qualidade da espuma. Nos primórdios da cerveja, a bebida era temperada com uma mistura de especiarias (como canela, anis, noz moscada, artemísia), que passaram a ser substituídas por lúpulo quando esta planta foi descoberta pelos produtores.

Água e levedura


Embora não seja tão famosa como o malte ou o lúpulo, a água corresponde a até 95% da composição da cerveja. A água utilizada nesse processo é submetida a um tratamento prévio em que podem ser adicionados ou retirados sais minerais, além de haver ajuste no pH. Todas essas mudanças são feitas de acordo com o sabor, textura e aroma que os produtores desejam produzir.

A levedura é um tipo de fungo que soma todos os ingredientes anteriores para produzir a cerveja através da fermentação. É ela quem transforma em gás carbônico e álcool os açúcares liberados pelos grãos do malte no processo de malteação.

Enquanto a Saccharomyces pastorianus é uma levedura de baixa fermentação, a Saccharomyces cerevisiae é de alta fermentação. Existem também leveduras consideradas selvagens, como as Brettanomyces.

Produção


A maltagem é o primeiro processo da produção de cerveja e demora, em média, oito dias. Seu objetivo é obter os grãos de malte, que são colocados em um tanque para umedecer e germinar. Em seguida, esses grãos são torrados para que se obtenha açúcar a partir do amido.

A próxima etapa é a brassagem, que consiste em adicionar malte à água quente para preparar o mosto, que deve ser cozido durante cinco horas. Em seguida, o mosto é colocado em um tanque para receber os outros ingredientes (como água, lúpulo e fermento) e passar pela fermentação, que transforma o açúcar em álcool. Esse processo demora em torno de cinco dias.

Após a fermentação, a cerveja é resfriada e maturada para que ganhe corpo, aroma e sabor. Essa é a etapa mais demorada: 21 dias, mas pode variar dependendo do tipo de cerveja que se busca produzir. Depois disso, basta filtrar a bebida para deixá-la mais transparente e se deliciar.
Postagem Anterior Próxima Postagem