Quais os benefícios do ácido ferúlico para a pele?

Conheça a substância, entenda seus benefícios e saiba como utilizá-la para ficar mais bonita

benefícios do ácido ferúlico para a pele

Ninguém pode parar o tempo, mas, quando o assunto é a aparência da pele, a tecnologia permite que a gente escolha como quer envelhecer. Além de ter uma rotina de skincare que siga os três passos básicos — limpar, hidratar e proteger — a indústria de cosméticos oferece uma série de soluções para ajudar nessa missão.

Os ácidos para a pele estão entre a enorme gama de opções de produtos disponíveis no mercado. O ácido ferúlico é um dos que ainda não são tão conhecidos, mas tem efeitos impressionantes contra os radicais livres, que são os vilões da pele jovem e bonita.

Nunca ouviu falar nessa solução? Pois esse é o texto certo para entender como esse produto age na sua pele e por que você deveria investir em cosméticos que têm o ácido ferúlico em suas composições.

O que é e quais os benefícios?


O ácido ferúlico é uma substância antioxidante de origem vegetal, encontrado em folhas e sementes de algumas plantas, como café, trigo, aveia, milho verde, amendoim, berinjela, beterraba, maçã, laranja e abacaxi, para citar apenas alguns exemplos.

Como não tem origem animal, esse ácido é uma excelente opção para os veganos, mas não só. Afinal, todo mundo deveria se preocupar com um consumo mais consciente, especialmente para fins estéticos, quando podemos encontrar substâncias maravilhosas como essa nas plantas.

Ele também tem baixa toxicidade e boa absorção pelo organismo humano. Outra grande vantagem é que, além de atuar neutralizando os radicais livres, o ácido ferúlico potencializa a ação estabilizadora de vitaminas C e E e também a ação fotoprotetora dos filtros solares.

Seus efeitos na pele são:

  • rejuvenescimento, disfarçando e evitando a formação de rugas e linhas de expressão;
  • aparência de vitalidade e brilho;
  • prevenção contra a flacidez;
  • mais firmeza;
  • hidratação e controle de manchas;
  • uniformização da textura e tom;
  • estabilizar a ação de outras vitaminas com propriedades antioxidantes;
  • proteção contra os efeitos do tempo e do sol.

Além de ter várias funções e fazer bem o seu trabalho, essa é uma substância que ainda ajuda no trabalho de outros cosméticos. E o melhor: com quase nenhuma contraindicação.

Ainda, o ácido ferúlico não precisa de altas concentrações para fazer efeito. Por conta disso, é um ativo versátil, que pode ser incorporado em várias fórmulas já prontas. É por isso que o mais comum é vermos ele junto com outros ativos.

Como usá-lo na rotina?


O ácido ferúlico costuma ser indicado de três formas principais: como princípio antioxidante de dermocosméticos, associado a outros antioxidantes para agir como estabilizador ou em procedimentos estéticos, como o peeling.

As duas primeiras opções são as que você pode inserir na sua lista de cuidados diários com a pele. O ideal é consultar um dermatologista sobre qual é a indicação para o seu caso, mas, como ele não tem muitas contraindicações, você também pode experimentar produtos que tem essa base por conta própria.

Além dos cosméticos, vale investir em uma dieta rica em alimentos que contém essa substância para potencializar os benefícios, não só para a pele, mas também para a sua saúde como um todo.

Por que eu nunca ouvi falar?


Se esse ácido pode ser encontrado em tantos vegetais e tem tantos benefícios assim, você pode estar se perguntando por que ele ainda não é tão popular. Um deles é que a indústria brasileira ainda está testando diferentes formulações, embora ele já seja bastante utilizado lá fora.

Outro motivo é que leva mesmo algum tempo para que os ativos de cosméticos se tornem conhecidos. O ácido hialurônico, por exemplo, é explorado pela indústria de cosméticos há mais de 20 anos, mas só nos últimos cinco se tornou famoso. A vez do ácido ferúlico parece estar chegando só agora.
Postagem Anterior Próxima Postagem