Por que escrever faz bem para a mente e o coração?

Entenda como a escrita pode trazer benefícios para sua vida

Por que escrever faz bem para a mente e o coração

Para algumas pessoas, a escrita é o jeito mais simples de se expressar, principalmente de manifestar as emoções. Podem ser cartas, textos em um blog, poesias e até livros. O que importa é colocar em palavras aquilo que a mente não conseguiu falar de outro jeito.

A verdade é que hoje você pode escrever como um hobby, apenas para desabafar ou ter isso como algo mais profissional. Ainda assim, o hábito faz parte das formas de expressão dos seres humanos. Falar pode ser difícil, mas escrever pode fluir naturalmente para você.

Para que a escrita seja prazerosa e tranquila, o ideal é fazê-la em um ambiente adequadamente claro, com uma luminária decorativa por perto. Não importa se vai usar papel e caneta ou o computador, o importante é estar confortável para expor as ideias. Agora, que tal conhecer os benefícios que colocar palavras no papel pode te trazer?

Benefícios da escrita


Escrever é um processo bastante pessoal, muitas vezes único. Você pode seguir dicas de escrita criativa para ajudar, mas sempre terá o seu momento e a sua técnica. Seja algo feito apenas para si ou para compartilhar com os outros, entenda os principais benefícios de colocar tudo no papel.

Autoconhecimento


Ao escrever, você pode ter um momento de contato consigo mesmo, processo muitas vezes ignorado. Entender o que passa em sua mente e expressar alguns sentimentos reprimidos é fundamental para desenvolver o autoconhecimento. São as suas palavras e, aos poucos, é possível se descobrir e se conhecer melhor.

Inclusive, pode ser mais fácil olhar sua história por meio de uma personagem. Para Michelle Paranhos, escritora nacional com e-books publicados na Amazon, “a escrita também é uma forma de aumentar a autoestima”.

Exercício da criatividade


Todos nascemos criativos. Essa é uma frase que você ouvirá em qualquer curso de criatividade e, sim, é verdadeira. Conforme crescemos, vivenciamos situações que podem minar nosso lado criativo, mas a escrita pode te ajudar a exercitá-lo.

Seja no computador, seja em um caderno especial, reservar alguns minutos para contar algo, um sonho, por exemplo, já é um exercício da criatividade.

Análise de pensamentos


Manter os pensamentos apenas em sua cabeça pode dificultar a reflexão. Eles ficam ali apenas passando pela mente. Porém, ao colocá-los no papel pode analisar com calma e verificar o que faz sentido.

O relacionamento com as emoções por meio da escrita também serve para entender se um medo de determinada situação é real ou exagerado. Ou seja, a escrita pode ajudar na identificação de crenças limitantes e outros entraves.

Expressão de emoções


“Extravasar alguns sentimentos, colocar um pouco da minha visão de mundo e relaxar”, essas foram as palavras de Mônica Nunes, autora nacional com e-books na Amazon, sobre como escrever a ajuda. E ela não está errada: a escrita é uma das maneiras mais simples de extravasar e expressar emoções.

A afirmação é tão verdadeira que você já deve ter visto, em produções audiovisuais ou na vida real, psicólogos e psiquiatras solicitarem aos seus pacientes que escrevessem um texto.

Aumento da concentração


Para conseguir escrever é necessário se concentrar. Então, quem dedica ao menos alguns minutos de seu dia para a tarefa perceberá um aumento da concentração em outras áreas da vida.

Como seu cérebro precisa se focar na atividade e transformar pensamentos, emoções e ideias em palavras, você aprende a se desligar do que acontece a sua volta.

Redução de estresse


Para Waldir Santos, também escritor de e-books publicados na Amazon, a escrita é prazerosa. Com isso, o processo age como um agente redutor do estresse, até porque remoer emoções ou situações frequentemente deixa qualquer um estressado ou ansioso.

Então, deixar as palavras fluírem em um papel virtual ou físico ajuda a extravasar e até entender o que incomoda naquele momento. Assim, podemos dizer que escrever é terapêutico.
Postagem Anterior Próxima Postagem