Alô RH: você está escutando os seus funcionários

Olhar para salários e benefícios, previdência empresarial, atrair e reter colaboradores e ter ações voltadas para pessoas é essencial para o RH.

Alô RH

Foi-se o tempo em que os times de recursos humanos olhavam para pessoas apenas como recursos, e hoje, quanto mais o olhar para o indivíduo, melhores os resultados e relação empresa e colaborador.

Como tem sido o trabalho do RH em seu negócio? O quanto de fato suas pessoas estão sendo humanizadas e ouvidas? Vamos falar mais sobre isso? Acompanhe!

RH humanizado e inovador


Independentemente do tamanho de uma organização e do seu número de pessoas, a estrutura do RH deve ser bem planejada e montada com foco em crescimento e inovação.

Se por anos o setor de Recursos Humanos era visto apenas como responsável por papéis e por registros de funcionários, hoje esse time ganha o seu devido valor e se torna um dos principais responsáveis por gerir o capital humano.

O RH deve ser um aliado aos colaboradores, visando entender suas dores e necessidades para que as pessoas se mantenham engajadas em suas posições e, por isso, ouvir as pessoas é essencial.

Colocar o colaborador no centro das estratégias e dar voz para aqueles que fazem parte do negócio dá diversas vantagens na estrutura e organização, como:

  • Fortalecimento da marca empresarial, colocando a imagem da empresa como um local desejado de trabalho;
  • Atração e retenção de talentos;
  • Otimização dos processos internos;
  • Maior produtividade e menos retrabalho;
  • Desenvolvimentos das equipes e colaboradores;
  • Engajamento e motivação dos funcionários;
  • Desenvolvimento da gestão e de lideranças;
  • Aumento da qualidade dos serviços e produtos;
  • Incentivo à inovação e qualidade;

Como ouvir os colaboradores e ser um RH estratégico?


Agora que você sabe sobre os benefícios que um RH humanizado leva para as empresas, seu negócio já refletiu se ele de fato está caminhando para isso?

Ouvir os colaboradores é muito mais do que coletar opiniões soltas, mas criar ações reais que reflitam como a empresa se preocupa com as pessoas. Confira algumas dicas para um RH cada vez mais estratégico!

Invista em comunicação interna


É evidente que, para ouvir funcionários, é preciso ter uma estrutura sólida de comunicação interna. Para isso, é preciso criar canais de comunicação para que a informação chegue a todos de quaisquer que sejam os setores e ter aberturas para que as pessoas possam falar umas com as outras, independente de hierarquias.

Mais do que ter uma comunicação eficiente, é preciso eliminar os ruídos que causam danos nos negócios. Vale lembrar que são quatro principais tipos de ruídos que podem atingir as empresas e a troca de informações, que são:

  • Físicos: o volume alto de sons, ruídos externos, trânsitos, obras e quaisquer barulhos que podem interferir na produtividade e comunicação das pessoas, mas nem sempre estão ao alcance da empresa.
  • Fisiológicos: dores de cabeça, cansaço e problemas físicos que geram problemas nas trocas entre as pessoas e é preciso que o RH esteja ciente dessas necessidades dos colaboradores.
  • Psicológico: é a falta de engajamento, que faz com que os colaboradores estejam presentes fisicamente, mas não mentalmente em suas tarefas.
  • Semântico: quando há diferentes níveis de conhecimento entre as equipes, há grande ruído de comunicação nas realizações de tarefas comuns.

Peça feedbacks


Mais do que dar feedbacks, a organização precisa saber receber feedbacks, afinal, são deles que surgem os insights para melhorias reais de acordo com aqueles que vivem o ambiente da organização.

Ouça os colaboradores, entenda o que eles têm a dizer sobre processos, ferramentas, problemas, grupos, líderes e faça com que essa troca seja frequente.

É importante lembrar que nem todos os colaboradores se sentem à vontade para dar feedbacks diretos, principalmente quando são negativos. Para amenizar esse problema, é interessante investir em pesquisas rotineiras de clima organizacional e dar a possibilidade de anonimato.

Entenda quais os benefícios são importantes para as pessoas


Ter um bom salário é importante, mas não é o único ponto definidor para que colaboradores estejam em um ambiente, portanto, ter benefícios competitivos é essencial.

Faz toda a diferença que o RH ouça as necessidades das pessoas e invista em benefícios que vão além de vale alimentação e plano de saúde.

Previdência privada, incentivo aos estudos, incentivo ao cuidado com a saúde física e mental, liberdade e flexibilidade de horários e postos de trabalho e muitos outros itens são cada vez mais desejados pelos profissionais e entender o que faz sentido para seus times faz toda a diferença para a satisfação do colaborador.

Ouvir as pessoas, eliminar julgamentos e entender o indivíduo é essencial para um bom trabalho de RH e de valorização às pessoas no ambiente de trabalho. Como sua empresa está lidando com isso? Aproveite os itens que listamos e revise sua estratégia!
Postagem Anterior Próxima Postagem