Exposição A Arte da Moda - Histórias Criativas em SP

A exposição no centro histórico de São Paulo traz itens inéditos ao público e conta um pouco da história da relação entre estilistas e artistas brasileiros e franceses na criação de tendências de moda que marcaram o último século.

A história da moda mostra como as vestimentas se transformam dependendo do momento histórico e dos costumes de uma determinada época, revelando os valores e hábitos de cada sociedade.

Exposição A Arte da Moda

Buscando trazer um pouco dessa história a partir das influências francesas sobre personalidades públicas e artistas do meio cultural no início do século XX, o Farol Santander São Paulo sedia a exposição chamada “A Arte da Moda - Histórias Criativas”.

Por isso, se você adora exposições de arte, é super antenado no mundo da moda e gosta de resgatar tendências que fizeram sucesso em outros momentos, como as peças estampadas, indo desde o clássico até o contemporâneo, veja um pouco mais sobre o que essa exposição traz e como visitá-la.

Organização


Esta mostra traz 170 itens, muitos dos quais serão exibidos para o público pela primeira vez, para mostrar as relações entre moda e arte a partir do trabalho de criação de grandes ateliês no Brasil e na Europa.

Entre os estilistas que aparecem destacados na mostra, estão Coco Chanel e Christian Dior, e bijuterias de Yves Saint Laurent. Também é possível conferir peças da coleção “A Costura do Invisível” do estilista e designer brasileiro Jum Nakao.

No décimo nono andar, há um ambiente com mini roupas inspiradas nos estilistas da mostra e bonecas de magneto. Nesta parte, a exposição privilegia a interação com os visitantes e os estimula a montar os seus próprios looks com os materiais disponibilizados.

Neste andar, ainda é possível ver 10 vestidos da Coleção Rhodia das décadas 60 e 70, que são itens pertencentes ao acervo do Masp e foram criados a partir de uma parceria entre estilistas e artistas dessa época, como Alceu Penna, Alfredo Volpi, Ugo Castellana, Dener Pamplona, Hércules Barsotti, entre outros.

Itens inéditos


Outra inovação é que, no vigésimo andar do prédio, a mostra traz o núcleo “Mulheres Modernas”, no qual é possível ver uma mantilha e itens originais (e inéditos ao público) do vestido da pintora Tarsila Amaral em seu casamento com o escritor Oswald de Andrade - criados pelo artista Paul Poiret e que integram o acervo da Pinacoteca da capital paulista.

Neste mesmo andar, os visitantes ainda conseguem ver ilustrações de art déco e fotos históricas deste movimento, feitas por artistas franceses como Georges Lepape e George Barbier (duas referências do estilo déco), além de capas da revista Vogue (uma das mais conhecidas mundialmente na área da moda até hoje).

Para quem gosta de técnicas mais refinadas, o acervo Fernanda Nadal exibe amostras do bordado lunéville (trata-se de uma técnica francesa de alta-costura que foi adotada pela designer). Nadal também é reconhecida por seu trabalho com diferentes estilos de texturas, materiais e bordados manuais.

Visitação


Para visitar esta exposição, basta ir até o prédio Farol Santander São Paulo, localizado na Rua João Brícola, 24 - no centro histórico da capital. A mostra está nos andares 19 e 20 do edifício e permanece aberta de terça a domingo, das 10h às 20h, até o dia 4 de abril.

Este espaço cultural obedece todas as normas securitárias e de saúde, como tapetes sanitizantes e oferecimento de totens com álcool em gel em todos os seus andares, e sinalizações para que os visitantes respeitem o distanciamento de 1,5 metro.

Para entrar no prédio, é obrigatório usar máscaras de proteção. É recomendável adquirir os ingressos para a exposição (no valor de R$25) no site da instituição, de modo a evitar aglomerações na entrada.
Postagem Anterior Próxima Postagem