Craps, um jogo antigo com múltiplas curiosidades

Existe um elemento que tem acompanhado os homens em diferentes momentos da sua história, sendo utilizado tanto com fins de interpretação do futuro quanto como uma forma de entretenimento. Pensa que estamos falando das cartas? Poderia ter sido assim, mas neste caso estamos fazendo referência a outro item: os dados.

O craps é uma das possibilidades de divertimento que oferecem. Trata-se de um dos jogos de cassino mais antigos que existem, pois, segundo o que relatam os especialistas, surgiu na época das Cruzadas, durante a Idade Média.

Se você, além de costumar fazer apostas no seu cassino online preferido, gosta de saber alguns detalhes que envolvem cada um dos jogos, esta é sua oportunidade para descobrir a origem e alguns fatos curiosos sobre o craps.

Origem do craps: quando foi criado este jogo?

Assim como acontece com quase todas as criações culturais, especialmente com os jogos, não há consenso sobre o surgimento do craps. Uma das teorias mais populares explica que foi inventado por volta de 1125 por Sir William de Tyre, um inglês integrante do clero da época que lhe colocou o nome do castelo onde foi praticado pela primeira vez.

No entanto, outra versão indica que o craps é uma variante de um jogo que costumavam jogar os soldados romanos durante os momentos de descanso nas Cruzadas.

O craps moderno, aquele que é jogado atualmente em diferentes cassinos, tanto online quanto físicos, nasceu nos Estados Unidos, especificamente em Nova Orleans. O responsável pela criação é Bernard Xavier Philippe de Marigny de Mandeville, um político francês que imigrou às costas norte-americanas e se instalou no estado de Louisiana.

Anos mais tarde, o estadunidense John Wynn introduziu algumas modificações nas regras originais estabelecidas por Marigny de Mandeville, para que as indicações do jogo fossem mais claras e simples para os participantes. Esta é a variante que está presente nas salas de apostas até o dia de hoje.

3 fatos curiosos sobre o craps

Agora que você já sabe quando e como surgiu a versão moderna deste popular jogo, chegou o momento de descobrir algumas curiosidades sobre o craps.

7, o número mais frequente

Nenhum número é igual a outro. Este é um princípio básico da matemática que, com certeza, você estudou durante sua passagem pela escola e que aplica de forma cotidiana. No craps, esta regra se cumpre também, especialmente em termos de frequência de aparição.

Mesmo que nem sempre seja um dos favoritos dos participantes, o 7 é o número que aparece mais frequentemente, atingindo um 16,67% de chances de aparecer toda vez que os apostadores jogam os dados.

Já os números 2 e 12 são os que têm menor probabilidade de aparecer . Portanto, não se esqueça de incluir sempre o 7 nas suas apostas.

O sapo, o culpado do nome atual

Quando apareceu, o craps era jogado nas ruas e, como não existiam mesas, os participantes costumavam se ajoelhar para lançar os dados.

A posição que adoptavam deu origem ao nome “crapaud”, que em francês quer dizer “sapo”, justamente pela forma que tinha o corpo deles ao fazer suas apostas.

Quando o jogo chegou às costas norte-americanas, sua denominação mudou e passou a ser conhecido como craps.

Atlantic City, o local onde se registrou a partida mais longa

Em maio do ano de 2009, Patricia Demauro, que estava no Hotel Borgata & Spa, na cidade estadunidense de Atlantic City, decidiu apostar em um jogo que não conhecia: o craps.

Sem sabê-lo, ela deu origem ao recorde mundial da partida mais longa (4 horas e 18 minutos), chegando a jogar dos dados 154 vezes sem perder. 

Craps, um jogo antigo com múltiplas curiosidades