Eleições 2022: Conheça as principais curiosidades e os concorrentes à presidência

As eleições 2022 estão chegando e prometem ser um dos pleitos mais acirrados e polarizados da história do Brasil na disputa pela Presidência da República.

Porém, além do presidente, os brasileiros irão escolher governador, senador, deputados estaduais e deputados federais.

O pleito ocorrerá em 2 de outubro (primeiro turno) e 30 de outubro (segundo turno).

Neste artigo vamos falar um pouco mais sobre os candidatos que concorrem à Presidência da República e apontar algumas curiosidades e fatos sobre as eleições 2022. Confira!

Os candidatos à presidência nas eleições 2022

A disputa pela cadeira presidencial tem como principais postulantes o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula.

Contudo, além dos dois existem mais 10 candidatos ao cargo máximo da nação, apresentados até o dia 5 de agosto de 2022, prazo máximo para a realização das convenções partidárias.

Nos tópicos a seguir você confere os principais detalhes sobre cada um dos candidatos.

Jair Bolsonaro (PL)

O presidente Jair Bolsonaro, que agora está filiado ao PL (Partido Liberal), concorre à reeleição em 2022.

Jair Messias Bolsonaro é natural de Glicério, no interior de São Paulo, mas fez carreira política pelo estado do Rio de Janeiro, pelo qual foi eleito deputado federal em 8 eleições seguidas (1990-2018).

Antes de ser eleito deputado federal, Bolsonaro atuou como capitão paraquedista do Exército, de onde saiu para ser vereador da cidade do Rio de Janeiro de 1988 a 1990.

Hoje com 67 anos de idade, o presidente Bolsonaro é casado com Michelle Bolsonaro, a primeira-dama, e tem 5 filhos.

O candidato à vice da chapa do atual presidente é o ex-ministro da Defesa e da Casa Civil do seu governo, o general Braga Netto (PL).

Lula (PT)

O principal adversário de Jair Bolsonaro nesta eleição é o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT).

Lula governou o Brasil de 2002 a 2010, depois de ter perdido 3 eleições consecutivas (1989, 1994 e 1998).

Chegando para a sua sexta disputa, o petista agora se alia a um antigo adversário. Trata-se do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSB), que ocupa a posição de vice na sua chapa e ajudou na formulação do programa de governo Lula 2022.

Lula, que é natural da cidade pernambucana de Garanhuns, é viúvo da ex-primeira dama Marisa Letícia. Pai de 5 filhos, o ex-metalúrgico e líder sindical casou-se novamente em maio de 2022 com a socióloga Rosângela da Silva, conhecida como Janja.

Nas eleições de 2018, onde Jair Bolsonaro venceu Fernando Haddad, candidato de Lula, o ex-presidente estava preso. Ele foi condenado no âmbito de uma investigação da Operação Lava Jato que envolvia seu nome e o de vários integrantes do seu partido.

Porém, uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) determinou a soltura do petista para o reinício das investigações, o que o tornou elegível novamente.

Ciro Gomes (PDT)

Outro nome amplamente cogitado para disputar as eleições 2022 que acabou se concretizando é Ciro Gomes, um ex-aliado do PT.

Ciro Gomes, que é candidato à Presidência pela quarta vez, já foi prefeito de Fortaleza, capital do Ceará, governador do estado, deputado federal e ministro nos governos de Itamar Franco e do próprio Lula.

Ciro é advogado e professor universitário, tem quatro filhos e atualmente está casado com Giselle Bezerra. Apesar de ter feito carreira política pelo Ceará, o político é natural de Pindamonhangaba, no interior do estado de São Paulo.

A escolhida para ser vice na chapa de Ciro Gomes é a vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos.

Simone Tebet (MDB)

A senadora Simone Tebet, que representa o estado do Mato Grosso do Sul, é a candidata da chamada terceira via.

Essa iniciativa visa romper a polarização entre Bolsonaro e Lula, buscando o voto nulo e o voto indeciso, principalmente.

Simone Tebet é senadora de primeiro mandato (2015-2023), mas foi prefeita da cidade de Três Lagoas em dois mandatos e vice-governadora de seu estado em uma ocasião.

Ela tem 52 anos de idade, é advogada e professora de direito, casada com o deputado federal Eduardo Rocha e mãe de duas filhas.

A chapa de Simone Tebet conta com a deputada federal Mara Gabrilli, do PSDB, como sua vice, em uma formulação 100% feminina.

Soraya Thronicke (União Brasil)

Soraya Thronicke, senadora pelo Mato Grosso do Sul, eleita para o primeiro mandato em 2018, é a candidata do partido União Brasil à Presidência da República. Ela ingressou no pleito depois da desistência do deputado federal Luciano Bivar, presidente da sigla.

Agora com 49 anos, Soraya é natural de Dourados (MS) e é formada em Direito. Ela também tem MBA e uma pós-graduação na área.

O vice na chapa da atual senadora é o ex-deputado federal por São Paulo Marcos Cintra, também do União Brasil.

Luis Felipe d’Avila (Novo)

O cientista político e mestre em administração pública Luis Felipe d’Avila, de 58 anos, é o candidato do Partido Novo à Presidência da República nas eleições 2022.

Pai de dois filhos e casado com Ana Maria Diniz, d’Avila é engenheiro de formação e fundador do Centro de Liderança Política (CLP).

Também representante de uma chapa “puro sangue”, Luis Felipe d’Avila tem como vice o deputado federal Thiago Mitraud, do Novo de Minas Gerais.

Eymael (DC)

José Maria Eymael, do partido Democracia Cristã (DC), chega nas eleições 2022 para a sua sexta disputa.

Eymael, que está com 82 anos, é natural de Porto Alegre (RS), advogado de formação e casado com Ísola Selbach Eymael, além de ser pai de dois filhos.

Além das 6 tentativas de ser Presidente da República, o político já concorreu à prefeitura de São Paulo em outras 4 ocasiões.

O vice na chapa de Eymael é o economista e ex-prefeito de São Gonçalo (RJ), João Barbosa Bravo, também do Democracia Cristã.

Roberto Jefferson (PTB)

O ex-deputado federal Roberto Jefferson, que é o presidente nacional do PTB, é o candidato à Presidência da República pelo partido.

Roberto Jefferson está em prisão domiciliar desde janeiro de 2022, depois de uma decisão do STF no âmbito de uma investigação que apurava o envolvimento do político com supostas milícias digitais.

O petebista já havia sido condenado e preso no âmbito das investigações do mensalão, em 2012. Segundo alguns especialistas, a candidatura de Jefferson pode ser contestada por ele estar cumprindo pena.

Roberto Jefferson está com 69 anos de idade, é advogado de formação e pai de 3 filhos. O candidato a vice na sua chapa é o Padre Kelmon Souza, também do PTB.

Sofia Manzano (PCB)

A economista e mestre em desenvolvimento econômico Sofia Manzano é a candidata do PCB (Partido Comunista Brasileiro) à Presidência da República.

Manzano, que é natural de São Paulo, está com 51 anos, é casada e mãe de um filho. Atualmente ela leciona na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB).

Filiada ao PCB há mais de 30 anos (desde 1989), a professora foi candidata à vice-presidente em 2014, compondo chapa com o presidente do seu partido, Mauro Iasi. O vice de Sofia Manzano é o jornalista Antonio Alves, também da sigla comunista.

Vera Lúcia (PSTU)

Natural da cidade de Inajá, em Pernambuco, a cientista social Vera Lúcia, co-fundadora do PSTU, é mais uma candidata à presidente da ala mais à esquerda.

Essa é a segunda vez que Vera Lúcia se candidata ao principal cargo do executivo federal, a primeira foi em 2018.

Além disso, a pernambucana já havia sido candidata a deputada federal, governadora de Sergipe e prefeita de São Paulo e Aracaju.

Vera Lúcia está com 54 anos e já foi diretora da Central Única dos Trabalhadores e da Federação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Têxtil. A sua chapa é composta pela indígena Raquel Tremembé, também do PSTU, que é natural da tribo indígena Tremembé, do Maranhão.

Pablo Marçal (PROS)

O empresário e influenciador Pablo Maçal, do PROS, também decidiu se candidatar à Presidência da República, tendo como vice a policial militar Fátima Pérola Neggra, do mesmo partido.

Marçal é natural de Goiânia, pai de quatro filhos e casado. Além de empresário e influenciador, ele é também bacharel em Direito.

Com apenas 35 anos de idade, Pablo Marçal é, além do primeiro candidato à Presidência lançado pelo PROS, o candidato mais jovem das eleições 2022.

Leonardo Péricles (UP)

Presidente da Unidade Popular (UP), partido que surgiu de movimentos contrários à realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, Leonardo Péricles decidiu se candidatar à Presidência nas eleições 2022.

Atualmente com 40 anos de idade, Leonardo Péricles é técnico em eletrônica e mecânico de manutenção de máquinas. Ele é natural de Belo Horizonte, mesma cidade da sua vice, a dentista e militante política Samara Martins, também do UP.

Quem são os candidatos que desistiram da disputa?

Assim como em todo pleito, as eleições 2022 tem uma grande lista de candidatos que desistiram de disputar a Presidência da República.

Confira abaixo os nomes que desistiram dessa vez:

  • João Dória (PSDB), ex-governador de São Paulo, que perdeu para Simone Tebet (MDB) a vaga de candidato da terceira via;
  • Rodrigo Pacheco (PSD), atual presidente do Senado;
  • Sérgio Moro (União Brasil), ex-juiz, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, e grande nome da Operação Lava Jato;
  • Cabo Daciolo (PDT), que decidiu apoiar Ciro Gomes;
  • Alessandro Vieira (PSDB), senador por Sergipe que decidiu deixar o seu antigo partido, o Cidadania, pelo qual era pré-candidato;
  • André Janones (Avante), que decidiu apoiar a candidatura de Luis Inácio Lula da Silva.

Principais curiosidades e informações sobre o pleito

Por fim, queremos falar de algumas curiosidades sobre as eleições 2022. Veja abaixo:

  • A senadora Soraya Thronicke, que concorre à Presidência pelo União Brasil, foi eleita senadora na chamada “onda bolsonarista” de 2018;
  • O União Brasil é fruto de uma junção entre o PSL, partido pelo qual o presidente Jair Bolsonaro se elegeu em 2018, com o Democratas, partido que fazia parte da base aliada do presidente;
  • Essa é a eleição com maior equilíbrio entre candidatos dos diferentes setores do espectro político;
  • As eleições 2022 são marcadas por uma intensa richa partidária e a dificuldade de se fazer alianças;
  • Essa é a eleição com a maior quantidade de chapas “puro sangue”, com um total de 10 entre 12.
Eleições 2022