Como funciona o VAR no futebol: entenda

Desde muito tempo atrás o futebol é a maior paixão dos brasileiros, é no estádio que muitas pessoas vão para torcer para seu time do coração. Atualmente no Brasil existem muitos clubes, desde os times de base até os mais profissionais, sem contar os da famosa “pelada” no campinho do bairro.

De acordo com os dados da FIFA (Federação Internacional de Futebol) são catalogados cerca de 656 clubes de futebol profissionais no país, é um número bem grande.

Há algum tempo que o futebol ganhou mais um aliado para tornar a partida mais justa, além do árbitro em campo, agora podemos contar com o polêmico VAR (Vídeo Assistant Referee), ou Árbitro Assistente de Vídeo traduzindo para o português.

Podemos dizer que ele é polêmico, pois algumas pessoas dizem que o futebol ficou sem emoção com a inclusão do árbitro de vídeo, outras dizem que tornou a partida mais justa para os times, a verdade é que há quem ame e quem não goste do VAR, sempre vai ter muitas opiniões diferentes sobre esse assunto.

Porém, uma coisa é certa, o árbitro de vídeo está presente nas partidas e já mostrou que veio para ficar. O VAR tem como objetivo analisar as imagens no vídeo para que o árbitro tome a decisão correta sobre determinado acontecimento durante o jogo. 

Isso ajuda muito na hora de tomar as decisões sobre se foi pênalti ou se o jogador estava impedido, entre muitas outras coisas que podem ocorrer ao longo dos dois tempos de 45 minutos da partida. 

O árbitro de vídeo ajuda o árbitro central, para isso acontecer eles devem estar se comunicando o tempo todo durante a partida, assim fica mais fácil de tomar uma decisão sobre determinado lance. 

Abaixo vamos saber mais como funciona o Árbitro Assistente de Vídeo, como,por exemplo, o momento em que ele deve ser usado, quando ele surgiu, entre outras coisas. Acompanhe as dicas neste blog e fique por dentro do assunto.

Em qual ano surgiu o VAR?

Muitos não sabem, mas o Árbitro Assistente de Vídeo já estava sendo muito usado em outros esportes, como, por exemplo, tênis, futebol americano, basquete e também o vôlei. Mas, foi no ano de 2016 que o Vídeo Assistant Referee  foi testado pela primeira vez no campo de futebol em uma partida. No entanto, foi só no ano de 2018 que a International Football Association Board (IFAB), na qual é o órgão ligado à FIFA responsável pelas regras do esporte futebolístico, aprovou o assistente de árbitro de campo.

Decidido pela International Football Association Board (IFAB), o Árbitro Assistente de Vídeo, foi lançado definitivamente em 2018 na Copa do Mundo, a partir daí as confederações nacionais começaram a se adaptar aos poucos à nova realidade.

Quando começou a ser usado o VAR no futebol?

Como já explicamos acima, o Árbitro Assistente de Vídeo foi usado definitivamente na Copa do Mundo de 2018 na Rússia, para ser mais exato o VAR estava fazendo sua estreia na Copa, em uma partida entre a França e Austrália, no dia 16 de junho de 2018.

E naquela mesma partida o árbitro de vídeo ajudou o árbitro central a decidir sobre um pênalti para a time da França. Na situação ajudou o árbitro central a decidir um pênalti a favor do time francês e ainda deu um cartão amarelo para o atleta do time da Austrália.

Aqui no Brasil, o VAR começou a ser usado nos jogos das quartas de finais da Copa do Brasil de 2018. E foi solicitado pela primeira vez em uma partida na qual o Santos perdia para o Cruzeiro, no dia 1° de agosto de 2018.

Como o VAR funciona?

Com a ajuda das câmeras que fazem a transmissão da partida de futebol, o Árbitro Assistente de Vídeo que fica isolado em uma sala, recebe todas as imagens por meio de um sistema eletrônico e ainda consegue se comunicar com o árbitro que está no campo apitando a partida. 

As imagens de um possível lance errado devem ser conversadas tanto por solicitação do árbitro principal, quanto por recomendação do árbitro de vídeo, quando perceber que houve algo de incorreto.

Os árbitros de vídeo analisam as imagens, passam a informação para o árbitro de campo, depois é feita uma discussão para saber se o lance deve ser retrocedido ou se a partida deve seguir normalmente. 

Vale ressaltar que não é qualquer lance que o VAR deve ser solicitado, isso porque são apenas quatro ocasiões que a averiguação do árbitro de vídeo é pedida, que são elas.

  • Gols;
  • Pênalti;
  • Erro de identificação dos atletas;
  • Cartão vermelho.

Então, essas são as quatro ocasiões que durante uma partida de futebol pode ser solicitada pelo árbitro de campo, ou seja, o principal árbitro a ajuda do Árbitro Assistente de Vídeo (VAR).

Como funciona o VAR no futebol