Sinais que sua pastilha de freio está ruim

É natural que alguns motoristas tenham dúvidas de como saber se o disco de freio está desgastado. Normalmente, isso acontece porque esta peça é instalada em um local difícil de ter acesso, e também porque ela demora muito para se desgastar. Devido a essas características é que muitas vezes na manutenção, acabam passando despercebidos.

Pastilha de freio

O problema é que, se os problemas que são relacionados com os discos de freio não forem detectados com antecedência, o seu veículo pode estar em perigo, pois sua segurança está comprometida. Com o desgaste dessas peças, o desenvolvimento do sistema de freios fica prejudicado, e isso deixa os ocupantes expostos a vários perigos no trânsito.

Veja qual é o papel dos discos de freio


Em um veículo, os discos de freios são uns dos principais componentes do sistema de frenagem mais usados atualmente, que é conhecido como freio a disco. Esse sistema é fixado aos cubos de rodas do eixo dianteiro, de uma forma que eles giram na mesma sintonia do conjunto enquanto o automóvel se movimenta.

Quando o pedal é acionado pelo motorista, as pastilhas de freio são comprimidas contra o disco, nesse caso as pastilhas de freios também são protagonistas. Devido a esse atrito é que a velocidade do automóvel é reduzida de forma gradual, e assim garantindo um controle em qualquer situação.

Quando esse atrito acontece durante a frenagem as partes são aquecidas a uma temperatura que varia entre 100 e 250ºC. Os discos de freios são produzidos com materiais muito resistentes para assim, suportar essa alta temperatura, os materiais são, ferro fundido ou cerâmica especial.

5 sinais de que o disco de freios não está bom


Os discos de freios são produzidos com materiais capazes de suportar altas temperaturas. Mas mesmo assim, é inevitável que ele se desgaste. Veja a seguir quais os principais sinais de que seu sistema de freios estão precisando ser trocados e o que deve ser feito.

Vibração ao frear


De acordo com o tempo de uso, é comum acontecer a deformação no sistema de disco de freios. Isso acontece devido ao contato intenso com as pastilhas que acaba desgastando seu material aos poucos, e isso pode acontecer de forma irregular, dependendo das condições de rodagem.

São formação de ondulações sobre a superfície, que ocasiona barulhos e tremores ao acionar os freios. Se esses tremores estiverem acompanhados de ruídos metálicos, é importante observar as pastilhas, pois isso pode ser um indicativo de que elas estejam comprometidas. As frenagens passam a ser inevitáveis, além do barulho e da vibração, tornando cada vez mais difícil controlar o automóvel em um momento crucial. Se você estiver passando por algum desses problemas é importante procurar uma oficina mecânica de sua confiança para fazer a substituição imediata dessas peças.

Dificuldade para frear


A formação de áreas porosas é outro sinal de que os discos de freios estão danificados. Isso indica o desgaste ou uma oxidação no local.

Com isso, fica prejudicado o contato entre o disco e a pastilha na hora da frenagem. Para reparar esse problema de desempenho, é comum que o condutor tenha que colocar mais força no pedal, pois fica mais difícil diminuir a velocidade do automóvel.

E a frenagem também leva mais tempo para acontecer, o que é um dos fatores de segurança determinante que pode evitar uma colisão em vários casos.

Pedal de freios


Um dos problemas relacionados aos discos de freios é a dificuldade de frear. Quando o pedal fica muito duro, é um indicador de que o desgaste já esteja em um estágio mais avançado, isso pode prejudicar outras peças do sistema de freios.

A rigidez excessiva também pode estar ligada às falhas no mecanismo de assistência, que é conhecido como hidrovácuo. A atuação dele é tornar o acionamento mais leve, mas se o sistema de freios estiver desgastado ele também pode ser prejudicado.

A qualidade dos materiais usados na fabricação dos discos também pode ser um dos problemas da rigidez do pedal.

Freios com pouca resistência


Esse envolvendo os discos é exatamente ao contrário do que já foi citado antes. Ocorre quando, ao frear, o condutor percebe que o curso do pedal está maior do que o de costume, chegando quase ao assoalho para conseguir a diminuição da velocidade do automóvel.

O desgaste do sistema de freios é a razão para esse problema, entre eles, os discos.

A falta de regulagem também pode ser uma das causas ou vazamento de fluído. Por isso, é importante levar seu automóvel a um mecânico.
 

O que pode ser a luz de freio acesa no painel?


No painel do seu veículo existem luzes que informam muitas coisas sobre o mau funcionamento do mesmo. Uma delas é a luz de freios, que tem como representação um ponto de exclamação normalmente na cor vermelha.

O mesmo indica quando esquecemos o freio de mão engatado. Se você tiver certeza que esse não é o problema pelo qual a luz está acesa, o problema deve ser em outro componente do sistema, como nos discos ou pastilhas, como também o nível de fluído que pode estar baixo.

É indicado que o condutor realize uma revisão a cada 4o mil km rodados, além de checar com frequência outros componentes.

Um veículo é como uma pessoa, necessita de reparos para um bom funcionamento, e manter os freios em bom estado é uma atitude imprescindível, pois os freios é uma das peças fundamentais no automóvel, e que garante a segurança ao utilizar o automóvel.

Quando devo trocar o sistema de freios?


O condutor do veículo pode identificar de várias formas o mau funcionamento do sistema de freios, o pedal duro, dificuldade na hora de frear, ruídos, entre outros. Ao sentir alguns desses fatores é hora de levar seu veículo para uma oficina e fazer a troca do sistema de freios.

O fluído também tem um período para ser trocado que é a cada dois anos. É importante que seja feita essa troca no tempo certo, pois se não for feita pode acontecer a oxidação de algumas peças. O tempo de validade das pastilhas de freios é de 25 mil km, e as lonas de freios no tambor, é de 50 mil, o disco dura até 25 mil km e o tambor de freio tem duração de 50 mil km.

Como aumentar a durabilidade das pastilhas de freios?


Quando começam a aparecer algum sinal é importante que a troca das pastilhas seja feita. Porém existem alguns cuidados importantes que o condutor pode adotar para que suas pastilhas durem mais e haja menos substituições.

Faça a troca do fluído no tempo certo, assim que pressionar o pedal e ele não responder é hora de trocar o fluído.

Não sobrecarregue o veículo, o peso excessivo pode acabar ocasionando o desgaste das pastilhas, use com frequência o freio motor. Nas descidas é importante que o automóvel esteja engatado. Além de contribuir para um controle maior do veículo, ainda evita o desgaste das pastilhas.
Postagem Anterior Próxima Postagem