Saiba tudo sobre a tecnologia 8K de smart TVs

Entenda porque vale a pena investir no aparelho de televisão com maior resolução do mercado

Smart TVs

Não é segredo para ninguém que um dos setores que mais se beneficiou do avanço das tecnologias digitais foram os eletrodomésticos. Nos últimos anos, experienciamos o surgimento de diversos aparelhos inteligentes, ou smart, que facilitaram a nossa vida de maneiras que há uma década atrás pareciam história de ficção científica.

E não seria exagero dizer que uma televisão com tecnologia 8K nos proporciona experienciar imagens que desafiam as propriedades óticas de nossa própria visão. Isso porque, na prática, elas são capazes de reproduzir imagens capturadas com uma precisão que a olho nu não teríamos possibilidade de visualizar.

Sucessora natural das TVs com 4K, os aparelhos com tecnologia 8K são a maior aposta da década no setor de televisores e já estão agradando usuários em todo o mundo.

O que significa dizer que uma televisão tem tecnologia 8K?


Muitos de nós já somos, há algum tempo, familiarizados com termos como HD, Full HD, Ultra HD, 4K e 8K. Para entender o avanço tecnológico de uma relação a outra, e o que é exatamente a tecnologia 8K, é preciso que se entenda exatamente o que essas indicações significam.

Cada ponto que forma uma imagem é chamado de pixel. Eles são pequenos pontos de luz que contém as cores vermelho, verde e azul, sendo estas as que vão formar todas as outras.

Assim, uma imagem digital é formada pelos pixels e, consequentemente, quanto mais deles formarem uma imagem, mais detalhada esta imagem será. É disso que falamos toda vez que abordamos a qualidade de uma imagem.

Nos aparelhos de televisão, os pixels são calculados através da área plana da tela. Ou seja, multiplica-se a altura pela largura para se obter o número total de pixels. Nos aparelhos 4K, por exemplo, antecessores à tecnologia 4K, esse número é maior que 8 milhões, uma vez que sua quantidade de pixels horizontais é de 3.840 e de verticais 2.160 verticais.

O número 4K, então, utiliza a quantidade aproximada de pixels horizontais para a nomenclatura. Na física, K significa mil.

Já no caso da resolução 8K, esse número é bem maior. A quantidade de pixels horizontais é de 7.680, quase oito mil, e a quantidade de pixels totais é de mais de 33 milhões. Ou seja, um pouco mais que o quádruplo da tecnologia 4K.

Essas imagens, é claro, só foram possíveis de serem reproduzidas porque, nos dias de hoje, também existem as câmeras 8K. E, como você deve imaginar, um avanço tecnológico impulsiona o outro. Exatamente por isso, cada vez mais, é comum vermos conteúdos de TV e streaming sendo reproduzidos com essa resolução.

Upscalling: o futuro é agora


Os aparelhos de televisão que contam com a tecnologia 8K são os mais avançados do mercado e, por essa razão, além da melhor resolução disponível no mercado, eles também contam com outras tecnologias exclusivas, nunca antes lançadas, a fim de otimizar a qualidade da imagem em qualquer situação.

Como essa é uma tecnologia relativamente nova, ainda existem conteúdos que não são produzidos com tamanha resolução. E é aí que o sistema de inteligência artificial chamado de upscalling entra em cena.

Aparelhos de TV 8K contam com um sistema que analisa os dados das imagens que chegam ao aparelho e a melhora, fazendo com que, por exemplo, mesmo vídeos da internet que tiverem sido filmados em HD chegam próxima da qualidade 8K.

Na prática, é como se o sistema da TV gerasse uma nova imagem. Para isso, o sistema de upscalling conta com um banco de dados de milhões de imagens em sua memória interna e as usa como referência para aprimorar a imagem que está sendo exibida.

Assim, não é necessário esperar que todos os filmes, séries, programas de esporte e qualquer outro conteúdo de sua preferência transicione a captura de imagem para a resolução compatível com a de sua TV, desde que ela tenha o sistema de upscalling para melhorá-las.
Postagem Anterior Próxima Postagem