Como deixar o estilo da cozinha com a sua cara

O momento de preparar as refeições também precisa ser aconchegante. Cores, texturas e detalhes fazem muita diferença.

Estilo da cozinha

Você já parou para pensar em quanto tempo passa na cozinha da sua casa? Provavelmente mais que na maioria dos outros cômodos. Apesar disso, muita gente não dá muita atenção para o estilo do lugar, mas a verdade é que deveria. Quem disse que cozinha também não precisa de objetos de decoração?

Todos os ambientes da sua casa podem ter a sua cara, inclusive com um estilo que também converse com os outros espaços. E, ao contrário do que costuma-se pensar, nem sempre é preciso gastar uma fortuna para fazer isso. Para te ajudar, listamos algumas ideias que podem servir de inspiração.

Aposte em cores e texturas


Muitas vezes, mudar a cor das paredes já faz grande diferença. Se a sua cozinha é de azulejos, você pode trocar apenas os de um lado e já vai notar que o ambiente fica com outro aspecto. Nesse caso, é importante que a cor ou estampa escolhida converse com o restante dos azulejos, claro.

As texturas e revestimentos também dão profundidade ao design do cômodo. Você pode usar papéis de parede ou azulejos texturizados em uma parede, por exemplo. Fazer essa aplicação no ambiente todo pode ser demais, mas também não é proibido. Depende do efeito que você quer causar.

As cores dos móveis também ajudam a compor o ambiente. Eles podem ser coloridos, no caso de você ter um estilo mais cool, de cores sóbrias se prefere algo mais clean ou com alguns móveis de madeira, caso o estilo rústico tenha mais a ver com a sua casa. Até a cor dos eletrodomésticos importa. Se, além de geladeira e fogão, outros objetos, como liquidificador e sanduicheira, ficam expostos na bancada, pode ser legal comprá-los em uma cor só. Vermelho e preto são cores tendências.

Pense na funcionalidade


Uma cozinha aconchegante é, antes de tudo, aquela que atende às suas necessidades de forma prática. Por isso, antes de pensar no estilo e nas cores dos móveis e eletrodomésticos, é importante observar se eles serão funcionais naquele ambiente. Um armário cuja porta não abre direito ou uma geladeira enorme que não deixa espaço para circulação, podem não ser boas escolhas, por mais bonitos que sejam. A mesa também deve ficar em um lugar onde seja possível sentar confortavelmente. Em espaços pequenos, pode ser uma boa investir naquelas dobráveis.

Isso não quer dizer que essa escolha não deva levar em conta a decoração do ambiente. Em cozinhas mais sóbrias, móveis texturizados ou com design criativo podem ser justamente o que você precisa. Se as paredes já chamam muita atenção, que tal investir em itens mais básicos, que contrastem com isso?

Quando o assunto é funcionalidade, os ganchos e prateleiras também podem ser aliados para manter o que você mais precisa, como facas e temperos, sempre à mão. E tudo isso também pode ser pensado para fazer parte da decoração. Canecas penduradas, por exemplo, ficam um charme.

Dê valor aos detalhes


Por último, mas não menos importante: todos os detalhes importam. A ideia é que para qualquer lugar que você olhe, algo te traga uma boa lembrança. Pode ser aquele item que ganhou de presente exposto na bancada ou um objeto comprado especialmente para ocupar aquele espaço vago na prateleira.

Luminárias também podem mudar a cara de uma cozinha. Experimente colocar uma mais baixa e cheia de estilo em cima da mesa, por exemplo. Além da personalidade do próprio objeto, a iluminação dele também fará parte da composição. Outra ideia interessante é decorar com plantas, especialmente se a sua cozinha é bem iluminada. Regá-las será mais uma desculpa para passar mais tempo nesse ambiente da casa, que terá mais a sua cara.
Postagem Anterior Próxima Postagem